Projeto de extração da Carnalita é aprovado em Sergipe

Municípios de Japaratuba e Capela vão dividir royalties. Investimento no estado será de R$ 4 bilhões.
Aprovado nesta quarta-feira (19) na Assembleia Legislativa de Sergipe o Projeto de Lei que define os critérios de distribuição do Valor Adicionado Fiscal (VAF), gerado pela extração, industrialização e comercialização dos produtos decorrentes do minério Carnalita.
Ficou definido que o município de Capela, a 67 Km de Aracaju, onde fica localizada a maior parte da reserva do minério vai receber 80% dos royalties e Japaratuba onde ficará a fábrica vai receber 20% por um período de 20 anos. O investimento no projeto será de R$ 4 bilhões.
A deputada estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Angélica Guimarães, ressaltou a importância do projeto para os dois municípios. “Essa Casa mais uma vez cumpre seu papel. Sabemos que esse investimento vai melhorar a qualidade de vida dos capelenses e dos moradores de Japaratuba”.
Carnalita
A carnalita é um minério encontrado no subsolo, rico em potássio, que é matéria prima para a fabricação de fertilizantes. O Brasil importa em média 90% do potássio que utiliza. A expectativa, de acordo com a Secretaria da Fazenda de Sergipe (Sefaz), é de que a jazida encontrada no estado possa ser explorada por cerca de 29 anos.
Download PDF