Brasil Maior: mineração é discutida em reunião no IBRAM

Na última terça-feira, 20 de dezembro, foi realizada na sede do Ibram (Instituto Brasileiro de Mineração), oficina preparatória para a instalação do Conselho de Competitividade da Mineração. Na ocasião foram apresentadas as diretrizes do plano “Brasil Maior” para a mineração.

Carlos Nogueira da Costa, Secretário-Adjunto de Geologia, Mineração e Transformação Mineral e coordenador do Comitê Executivo da Mineração do Plano Brasil Maior apresentou proposta de roteiro para a formulação das agendas setoriais.

“A construção das agendas setoriais de cada sistema produtivo dever ter como linha de base as diretrizes estruturantes do Plano”, destacou.

No encontro, o secretário-adjunto também falou sobre a estrutura, a classificação do sistema de produção, diagnósticos do sistema produtivo e agenda de curto médio e longo prazo da área de mineração no “Brasil Maior”.

Segundo Miguel Nery da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, o foco do Plano é a inovação tecnológica e o adensamento produtivo.

“O Plano também tem prioridades como criar e fortalecer competências críticas da economia nacional, aumentar o adensamento produtivo e tecnológico das cadeias de valor, ampliar mercados internos e externos das empresas brasileiras e garantir um crescimento socialmente inclusivo e ambientalmente sustentável” disse Nery.

Foram apresentadas ainda, a estrutura de governança do Plano, a necessidade de elaboração de um diagnóstico setorial, calendário da agenda setorial, além de uma discussão preliminar sobre o contexto do Plano e a mineração.

Participaram da reunião representantes da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (Abdi), do Centro de Tecnologia Mineral(Cetem), do Ministério do Planejamento, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, BNDES, ABM, Departamento Nacional de Produção Mineral, Vale, Votorantim, Ibram, Associação Brasileira do Alumínio, Associação Brasileira de Municípios, Sindicato Nacional da Indústria do Cimento, Companhia Baiana de Pesquisa Mineral, Confederação Nacional da Indústria e ABcobre.

Download PDF